sábado, 1 de setembro de 2012

"Comer gajas"


"Se há expressão portuguesa que me intriga é: "ando a comer uma gaja". É muito usada pelos homens portugueses, mas causa-me perplexidade pois dá-me sempre a sensação que a gaja que eles andam a comer é uma espécie de natureza morta, uma espécie de bife que se come ao almoço, ou perna de presunto a quem se vai cortando uma fatia quando dá vontade. É como se a mulher - a gaja - não tivesse vida, fosse um ser passivo, um animal morto que se limitasse a ser comido sem mexer sequer uma pálpebra. Quando um homem diz "ando a comer aquela gaja", é claro que isso é dito com orgulho, soa a vitória épica, mas a expressão coloca toda a movimentação sexual na parte do homem, é ele o activo e ela não passa do elemento passivo. É como se ele andasse a comer uma morta, e não um ser vivo, com capacidade para várias coisas, para ser comido mas obviamente também para comer. Quando um homem "come uma gaja" ele está também e ao mesmo tempo "a ser comido por ela", a refeição é mútua e não unilateral. Não faz qualquer sentido tratar as mulheres que se acabou de comer como inertes e frios camarões a quem se chupou a cabeça, ou pastéis de nata cobertos de canela que se enfiaram pela goela abaixo. É certo que há algo de animalesco no sexo, mas caramba neste caso os animais estão vivos e para grande felicidade e sorte nossa, também nos comem de volta! Em certos casos, a mulher pode tratar-se de uma coelhinha, muito dada ao sexo, ou de uma cabrita que dá pinotes. Noutros poderá tratar-se de uma loba que urra, de uma vaca que nos trata mal, ou de uma porca que faz de tudo com um sorriso nos lábios. Mas está sempre viva e não morta. Portanto, os homens devem rapidamente substituir a expressão "ando a comer uma gaja" pela expressão "aquela gaja e eu andamo-nos a comer que nem uns desalmados". É mais preciso, e também mais cavalheiroso."

Vi isto no facebook, o que acharam?

20 comentários:

Carolina disse...

Adorei este texto! Fizeste-me rir, escreves bem e tens uma opinião interessante :)

lu de lúcia disse...

já tinha visto em outro blogue. o autor do mesmo foi excelente no que disse!

Telma disse...

gostei do texto :) tambem nunca gostei dessa expressão, muito menos quando associado a ela está um enorme orgulho

Su disse...

Gostei bastante deste texto! um grande "parabéns" ao autor, pois foi tudo bem dito! :)

Nunca gostei de ouvir essa expressão mas é a que mais anda pla boca dos homens, mas olha que agora, as mulheres também já dizem muito "ando a comer aquele rapaz"... enfim, o povo há-de acabar por perder esta expressão, espero eu e muitos de nós!

Nix disse...

Gostei! Uma opinião muito interessante e acertada (:

Estudante disse...

Eu odeio essa expressão... mesmo que se utilize "andamo-nos a comer" soa-me mal :P soa-me a homem das cavernas!...

B disse...

Não podia estar mais de acordo!

Quinn disse...

Gostei, e ainda me ri com algumas expressões. Quem escreveu este texto tem toda a razão!

c. disse...

a mulher tem um papel importante na parte sexual a dois, tal como o homem. a expressar ter ou fazer sexo é mais simples. voltei de férias, ainda não foste de ferias?

- Dii - disse...

ahaha muito melhor ;P muito mais real porque se anda a comer a gaja é porque a gaja tb o anda a comer ;P

Eu não te julguei ;P

Sara disse...

Já tinha e lido e achei uma grande verdade. Se bem que não gosto dessa expressão "animalesca" do andar a comer alguém. Não gosto de pensar assim quando me envolvo com determinada pessoa e ficaria muito triste se me vissem dessa maneira.

éme disse...

ahaha, este texto está engraçado. concordo com o autor nesse aspecto xD

Cinderela disse...

Também o vi no facebook e até ao meio do texto gostei do que o autor disse. Mas quando li a parte em que comparava as mulheres com coelhas, cabritas, vacas ou lobas, já n achei tanta piada.
Parace que perdeu o cavalheirismo que tanto quer "defender".

Maria disse...

Eu vi esse texto e concordo, nós não somos nenhum tipo de comida e ao sermos tratadas como tal, quase parece que somos facilmente descartáveis.

Francisca disse...

Quem escreveu isso quase merecia um Nobel!
Não poderia estar mais de acordo, primeiro essa expressão sou sempre a "agora ando a usar aquela ali, para a semana se aparecer uma marca mais barata e eficaz mudo" como se de detergente ou assim se tratasse...
E como diz, até parece que não se comem - passando a expressão - um ao outro...

Enfim...

Quando tu não estás disse...

Odeio a expressão! Parece que as pessoas comem, literalmente, as outras... Baahh

Amante Japonesa disse...

Adorei o texto e odeio a expressão (:

Anonymous Girl disse...

adorei o texto, principalmente porque veio de um rapaz!

Pipo Santos disse...

Já tive essa discussão imensas vezes, odeio esse termo "comer", é horrível, odeio ver homens a tratarem mulheres assim, ou considerarem-nas um troféu ou ainda um meio para chegar a um fim, é repugnante! Eu sou homem e tenho vergonha por vezes devido ao que esses homens fazem, dizem e agem! Abraço.

aNaMartins disse...

ainda há dias tive essa discussão. odeio essa expressão..o texto não conhecia mas está um máximo.
:p